FANDOM


Loyolab

Ignácio de Loyola Brandão

Ignacio de Loyola Brandão
(Araraquara, 31 de julho de 1936) é um contista, romancista e jornalista brasileiro.

Desde pequeno, Loyola sonhava conquistar o mundo com sua literatura; se não, pelo menos voltar vitorioso para sua cidade natal. Sua carreira começou em 1966 com o lançamento de Depois do Solo, livro de contos no qual o autor já se mostrava um observador curioso da vida na cidade grande, bem como de seus personagens. Trabalhou como editor da Revista Planeta entre 1972 e 1976.

Dono de um "realismo feroz", segundo Antonio Candido, seu romance Zero foi publicado inicialmente em tradução italiana. Quando saiu no Brasil, em 1975, foi proibido pela censura, que só o liberou em 1979.

Em 2008, o romance O Menino que Vendia Palavras, publicado pela editora Objetiva, ganhou o Prêmio Jabuti de melhor livro de ficção do ano.



13 - Ignácio De Loyola Brandão - Zero

Zero

Esportes Editar

Contos Editar

  • Depois do sol (1965)
  • Cadeiras proibidas (1976)
  • Obscenidades para uma dona de casa (1981)
  • Cabeças de segunda-feira (1983)
  • O homem do furo na mão (1987)
  • O homem que odiava segunda-feira (1999)
  • Pega ele, Silêncio (1976)

Obras Escritas Editar

  • A rua de nomes no ar (1988)
  • Manifesto Verde (1989)
  • Strip-tease de Gilda (1995)
  • Sonhando com o demônio (1998)
  • Calcinhas secretas (2003)

Romances Editar

Infanto-juvenis Editar

  • Cães danados (1977). Reescrito e publicado como O menino que não teve medo do medo (1995).
  • O homem que espalhou o deserto (1989)
  • O segredo da nuvem (2006)
  • O Menino que Vendia Palavras (2008)
  • O Menino que Perguntava (2011)

Viagens Editar

  • Cuba de Fidel: viagem à ilha proibida (1978)
  • O verde violentou o muro (1984)

Biografias Editar

  • Fleming, descobridor da penicilina (1973)
  • Edison, o inventor da lâmpada (1973)
  • Ignácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus (1974)
  • Ruth Cardoso - Fragmentos de uma Vida (2010)

Relatos autobiográficos Editar

  • Veia bailarina (1997)
  • A morena da estação (2010)

Teatro Editar

  • A última viagem de Borges (2005)

Prêmios Editar

  • Jabuti de 2008 (melhor ficção)pelo livro "O Menino que Vendia Palavras".
  • Melhor Ficção pelo romance "zero".Recebeu este prêmio em Julho de 1976.
  • "O Menino que vendia palavras" premio Fundação Biblioteca Ncional, como melhor livro infanto-juvenil de 2007.

Editar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória