FANDOM


World of WarcraftEditar

O Universo Warcraft é uma dimensão ficcional, descrita por uma série de jogos e livros publicados pela Blizzard Entertainment e foi apresentado inicialmente pelo jogo Warcraft:Orcs & Humans no ano de 1994.

200px-Gorrik.jpg

Gorrik

Conceito e CriaçãoEditar

Muitos dos conceitos do Universo Warcraft são semelhantes aos existentes nos jogos de tabuleiro como Warhammer e Dungeons & Dragons e servindo-se de inspirações do mundo de fantasia de J.R.R.Tolkien em que Humanos e Elfos lutam contra Orcs e Trolls, contudo nos dias de hoje já existem inúmeras referências retiradas do dia-a-dia moderno.

O texto inicial do jogo que iniciou o conceito é:

“Na era do caos, duas facções lutam pelo domínio. O próspero reino de Azeroth, onde os humanos que lá vivem tornaram a terra num paraíso, onde os cavaleiros de Stormwind e os clérigos de Northshire Abbey rumavam longe, servindo ao povo do reino com honra e justiça e na qual os bem treinados exércitos do rei mantiveram uma paz duradoura por gerações. Então vieram as hordas de Orcs. Ninguém sabia de onde vinham tais criaturas e ninguém estava preparado para o terror que espalharam. Os seus guerreiros empunhavam machados e lança com uma maestria mortal, enquanto outros montavam lobos negros tão escuros como uma noite sem lua. Inimagináveis eram os poderes destrutivos das suas malignas magias oriundas do fogo do submundo. Com um engenhoso arsenal de armas e magias poderosas, estas forças colidiram numa disputa de astúcia, inteligência e força bruta, em que o vitorioso reclamará o domínio de todo(a) Azeroth. Bem vindo ao mundo do Warcraft.”

Muito mudou neste universo desde o jogo inicial. Cada lançamento expande em muito o enredo e, em certos casos, corrigindo ou alterando as histórias passadas.

Raças do JogoEditar

Entrelaçado na história do jogo, há muitas raças que são de legitima importância para a própria história antes da primeira guerra. São elas:

Humanos - São os fundadores da aliança e governantes de Ventobravo (Azeroth), Lordaeron, Kul'tiras, Stromgarde, Gilneas, Alterac e Dalaran. São originários do norte do continente de Reinos do Leste, eles antigamente eram tribos. A tribo Arathi começou a agir, derrotando e dominando os rivais e formando um rápido reino humano. Os elfos que estavam em guerra com os trolls de Zul´Aman pediram ajuda ao rei dos humanos, e o rei percebendo que os trolls poderiam ser uma ameaça ao reino humano concordou se os elfos superiores ensinassem magia aos humanos. A aliança entre os elfos e os humanos foi selada e eles derrotaram o império trólico de Zul´Aman. Os humanos então com a ajuda da magia conseguiram explorar novas terras, criando novas cidades, pois só possuíam Stromgarde de grande importância.

Elfos Superiores - São os Altaneiros (Highborne) que sobraram após a grande cataclismo, foram banidos de Kalimdor para sempre, por seu vício em magia, viajaram por dias até chegar em nas Clareiras de Tirisfal, mas o lugar deixou alguns elfos loucos, então eles partiram ao norte e fundaram Quel'thalas. Mas a paz durou pouco quando os Trolls começaram a atacar. Mesmo com magia eles estavam em desvantagem e quase foram derrotados se não fossem humanos de Arathi, que se aliaram a nova raça ao norte. As numerosas tropas dos humanos e com conhecimentos mágicos élficos arcanos derrotaram os trolls. Ali criaram uma poderosa pátria e uma amizade com os humanos.

Anões - Originários de Khaz Modan, um continente ao sul de Lordaeron, eles eram "filhos dos titãs", feitos de pedras e rochas, mas ao hibernar 8 mil anos, eles perderam essas afeições. Logo eles começaram cultivar uma cultura na cidade de Altaforja. Eles eram especialistas em tecnologia e máquinas, mas depois da morte de seu rei Modimus Anvilmar, os três clãs principais, os Barbabronze, os Martelo Feroz e os Ferro Negro, guerrearam pelo controle da Altaforja. Os Barbabronze venceram a guerra, mas eles nunca mais confiaram um nos outros tornando-se rivais. O clã Barbabronze ficou em Altaforja, os Martelo Feroz construíram para si a cidade de Grim Batol e o Ferro Negro entraram na Montanha da Rocha Negra jurando vingança para os outros clãs.

Elfos noturnos - Considerados os primeiros seres sapientes a produzir um império, eles foram outrora seres poderosos, controlando energias da mais poderosa fonte de magia arcana de todos os tempos, a Fonte da Eternidade. Eles cultivaram templos inteiros e haviam grupos exclusivos que controlavam bem a magia arcana eram chamados de os Altaneiros. Num dado momento a Legião Ardente sentiu as energias da fonte e chegou a Azeroth (planeta), logo a rainha Azhara e seus Altaneiros se uniram aos demônios e estavam preparando a invasão da Legião Ardente, mas os elfos noturnos então se uniram para acabar com a loucura da rainha, e foram destruir a fonte de tudo isso, entretanto os Altaneiros estavam tentando evocando Sargeras ao mundo impedidos pelos rápidos movimentos dos elfos noturnos. Mas ao destruir a Fonte da Eternidade, eles destruíram Kalindor, dividindo os continentes. Os Altaneiros sobreviventes fugiram para o leste e os elfos remanescentes ao massacre foram ao norte, no que restou da vegetação de seu mundo e lá criaram A Árvore do Mundo, a sua fonte de vida eterna, os druidas voltaram ao sonho esmeralda e os que ficaram acordados protegiam o que restou da floresta de Kalindor renomeando-a de Vale Gris, e se renomearam As Sentinelas, os que protegiam o que restou de Kalindor de outra volta da Legião Ardente. Outros referências vão para Argus, planeta de origem dos Eredar (antepassados dos Draenei), Káresh, planeta dos Ethereal e Xoroth o planeta de proveniência de Nathrezim e dos Dreadsteeds.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória